Receba nosso conteúdo por E-mail!!

Receba nosso conteúdo por E-mail!!

AVENIDA 23 DE MAIO RECEBE JARDIM VERTICAL APÓS RETIRADA DE GRAFITES.

#Iniciativa faz parte do projeto municipal "Cidade Linda".


A prefeitura municipal de São Paulo iniciou a implantação de um jardim vertical na Avenida 23 de Maio, Zona Sul da metrópole. A iniciativa é substituir os grafites e pichações retiradas pelo governo local em Janeiro. O local recebeu tinta cinza e protestos de pichadores e grafiteiros profissionais.

As plantas, que foram colocadas em 24 de Março, começaram a crescer ganhando visibilidade por quem passa e trafega pela avenida. A previsão é a de que as obras fiquem prontas nas próximas semanas. Uma das plantas escolhidas é a Unha de Gato, conhecida por ser mais resistente.

A implantação das plantas no local faz parte do projeto municipal, “Cidade Linda”, que entrou em vigor no dia 01 de Janeiro com a retirada dos grafites da Avenida 23 de Maio. O caso gerou indignação por parte de pichadores e grafiteiros profissionais que tinham artes expostas no local.

Vários protestos tomaram conta de São Paulo durante os meses de Fevereiro e Março. Monumentos famosos da capital amanheceram coloridos em resposta à tinta cinza que era usada para remoção das artes. Muros do centro de São Paulo receberam o nome de João Doria, prefeito de cidade, em protesto ao projeto municipal.

Com a gravidade da situação, a prefeitura municipal regularizou a lei antipichação na capital paulista. Ao todo foram 51 votos a favor e 2 contra.

De acordo com a pasta, o pichador flagrado levará multa de R$ 5 mil. Se o ato for contra patrimônio público e tombado, o valor sobe para R$ 10 mil. Em caso de reincidência, a multa dobra. A lei vale para grafiteiros profissionais e anônimos, que utilizam prédios públicos para criação de arte sem autorização.

Até o vencimento da multa, o responsável poderá firmar termo de recuperação da paisagem urbana e se comprometer a reparar o bem pichado. O dinheiro da multa vai para o Fundo de Proteção ao Patrimônio Cultural.

Com o intuito de fortalecer a lei, o governo municipal de São Paulo restringiu à venda de spray na capital. A partir de agora, o cidadão deverá preencher uma ficha e mostrar documentos se responsabilizando pelo uso cociente do produto.

Para não “censurar” a arte urbana, a prefeitura municipal de São Paulo anunciou a construção de um muro onde grafiteiros profissionais poderão recriar artes de forma livre. O investimento total no projeto será de R$ 200 mil, que serão destinados às propostas selecionados.
São Paulo passa por revitalização urbana
Filipe Severo
Filipe Severo

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Os conteúdos publicados neste blog são de total responsabilidade do Informativo Blog.

GALERIA DE VÍDEOS